26 C
Parnamirim
22 de fevereiro de 2024

Secretaria de Educação define últimos detalhes para envio de atividades aos alunos de Parnamirim

 Secretaria de Educação define últimos detalhes para envio de atividades aos alunos de Parnamirim

O atual cenário de pandemia trouxe junto diversas dificuldades para toda a população. Entre elas está a necessidade de manter os alunos da rede pública municipal em plena atividade, mesmo em tempos de isolamento social. Tal ação possui o objetivo de minimizar os danos causados pela ausência das aulas presenciais.

Em Parnamirim, a Secretaria de Educação e Cultura (Semec) lançou no último dia 20 de junho um Plano Orientador das Ações Pedagógicas para a reorganização das atividades educativas nas unidades de ensino da cidade. O documento foi produzido tendo como base as leis de Diretrizes Básicas da Educação, Base Nacional Comum Curricular e recomendações dos Conselhos Nacional e Municipal de Educação, assim como da Secretaria de Estado de Educação e Cultura, e visa, entre outros objetivos, apoiar as unidades de ensino na retomada do atendimento às crianças, jovens e adultos.

Esse apoio pode se dar por meio de diversas iniciativas, como o Projeto Cuidando do Nosso Bem Estar, realizado pelo Núcleo Psicossocial, Gabinete Itinerante Virtual, e Diálogos com os Alunos da Rede Municipal de Ensino, também de forma virtual. Outro avanço foi dado nesta sexta-feira (17), com a publicação no Diário Oficial do Município, da Portaria nº 76/2020, que torna obrigatório o cumprimento pelos profissionais de magistério das medidas estabelecidas no Plano Orientador, outrora publicado. O documento refere-se às atividades não presenciais para o Ensino Fundamental, EJA e Educação Especial, como as ofertadas de maneira remota, sem a presença de professor e estudante no mesmo espaço físico ou mediadas por tecnologias digitais de informação e comunicação, como as redes sociais, por exemplo.

A Secretaria de Educação, visando atender os alunos da rede pública municipal da melhor forma possível, se reserva o direito de expedir, a qualquer tempo, novas orientações para garantir a efetividade do processo de atividades pedagógicas. O início do trabalho de envio das atividades remotas deve se dar a partir do próximo dia 20 de julho.

Foto: ASCOM

Postado: James Freitas